AGENDA

RECESSO PARLAMENTAR (VEREADORES): 23/12/2022 - 30/01/2023

SESSÃO ORDINÁRIA: 07/02 - 17H

imprensa

01/12/2022

Pronunciamento

Moradores próximos ao TG não sofrem incômodos com manifestações em frente à corporação, diz Deco Batisti

Destaque

Durante a sessão ordinária desta terça-feira, 29 de novembro, o vereador André Batisti, o Deco (PL), denunciou problemas de infraestrutura ocorridos na Rua Gilberto Hassmann, no bairro Rio Branco, onde parte da pavimentação teria cedido, prejudicando a estrutura de uma residência.

“Não sei quem deu liberação pro 'cara' construir várias casas geminadas e ele construiu em cima da tubulação da rua. Essa tubulação cedeu e caiu o fundo de uma casa toda, podia ter matado alguém lá”, alertou Batisti. O vereador afirmou que irá cobrar da Secretaria de Obras a reconstrução da drenagem no local e a posterior pavimentação. “Lamentavelmente, a família, que era proprietária da casa, ficou desabrigada e, consequentemente, vai para um aluguel social. É despesa para o município, por causa de uma irresponsabilidade lá atrás”, criticou.

Manifestações

Em outro momento, Deco contestou comentários de que moradores do entorno do Tiro de Guerra de Brusque (TG 05-005) estariam reclamando de incômodos causados por manifestantes que lá se encontram desde os resultados do 2° turno das eleições, há cerca de um mês. Ele exibiu folhas que conteriam assinaturas de pessoas que residem próximo ao TG, atestando apoio as protestos.

O vereador ainda leu na tribuna o trecho da resposta do Tiro de Guerra ao ofício encaminhado pelo seu gabiente, declarando que há normalidade nas atividades da corporação e que não há registros de perturbação do sossego. Em aparte, Marlina Oliveira (PT) respondeu que também recebeu comunicações de moradores que, ao contrário, relataram incômodos relacionados aos protestos.

Também em aparte, Nik Imhof (MDB) afirmou que o único momento de perturbação no local teria sido quando o ex-prefeito Paulo Eccel “passou à noite buzinando e fazendo barulho”. Ricardo Gianesini, o Rick Zanata (Patriota), por sua vez, disse que Marlina não deve pedir respeito, pois o Partido dos Trabalhadores (PT) em Brusque não respeita ninguém: “O ex-prefeito cassado Paulo Eccel chama 80% da população de hospício”, declarou.

Deco informou que enviará ofícios à Procuradoria Geral do Município e à Polícia Militar (PM-SC) informando sobre as comunicações que recebeu sobre o assunto. 

    Nenhum tópico relacionado para este conteúdo;

    veja também