AGENDA

SESSÃO ITINERANTE - CRISTALINA (CANCELADA): 01/12 - 18H30

imprensa

05/10/2022

Pronunciamento

Nik lista investimentos do Executivo para ampliação da rede municipal de Educação nos últimos anos

Destaque

No início de sua fala na tribuna na sessão ordinária desta terça-feira, 4 de outubro, o vereador Nik Imhof (MDB) parabenizou os candidatos de Brusque que pleitearam vagas nas eleições do último domingo, 2. Para ele, a polarização da campanha em relação ao posto de presidente fez com que eleitores esquecessem da importância da votação em outros cargos.

“Percebi, muitas vezes, a falta de interesse ou até mesmo os eleitores não saberem em quem votar para deputado estadual e federal”, comentou. O vereador disse ter ficado decepcionado com munícipes que tiveram a oportunidade de eleger um brusquense e votaram em candidatos de fora da cidade.

Investimentos em Educação

O parlamentar também se referiu a falas de vereadores na reunião da semana passada, 27 de setembro, sobre reivindicações de moradores do Dom Joaquim para mais vagas escolares de anos iniciais — 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental. “Foi levantado aqui que nada se fazia, que não tínhamos investimento em Educação”, disse o vereador, que listou investimentos realizados pelo Poder Executivo na rede municipal de educação.

Nik destacou que foram criadas, desde o ano 2016, cerca de 1.800 novas vagas para a Educação Infantil e 1.500 para o Ensino Fundamental. Ele citou a revitalização e ampliação do Centro de Educação Infantil (CEI) Nova Brasília, com aumento de mais de 200 vagas, a conclusão de obras do CEI Hylário Zen, ao custo de R$ 1 milhão, e a revitalização do CEI Maria Clara Furtado, em R$ 446 mil. O vereador também citou processos licitatórios em andamento para a construção de novas salas na Escola de Ensino Fundamental (EEF) Alberto Pretti, a construção do novo CEI Tia Ana e a ampliação da EEF Dr. Carlos Moritz.

74 vagas

Imhof ainda anunciou que o Executivo e o educandário infantil Ateliê do Saber, localizado no bairro Jardim Maluche, já firmaram convênio para o uso de 74 vagas pelo poder público, a serem distribuídas nos pelo programa Fila Única, da Secretaria Municipal de Educação de Brusque.

Em aparte, Marlina Oliveira (PT) manifestou que o problema da Educação no município envolve cerca de 2 mil crianças que aguardam na fila de espera para creches: “74 vagas não respondem à nossa necessidade”. Jocimar Santos (DC) declarou que há mães e pais passando necessidades, sem poderem trabalhar, e que “comprar vagas é tapar o sol com a peneira”.

Nik lamentou que o Ateliê do Saber tenha sido a única escola da rede privada a se candidatar ao edital de credenciamento da Prefeitura de Brusque nos moldes público-privado e reforçou que a administração municipal procura por mais instituições interessadas em convênios futuros.

Matérias relacionadas:

Alessandro Simas discute falta de vagas para o Ensino Fundamental no Dom Joaquim

“O voto que vamos colocar na urna reflete, sim, dentro das nossas casas”, diz André Rezini

“Problema que só é abordado em ano eleitoral”, diz Marlina sobre falta de vagas em anos iniciais no Dom Joaquim

    Nenhum tópico relacionado para este conteúdo;

    veja também