AGENDA

SESSÃO ITINERANTE - CRISTALINA (CANCELADA): 01/12 - 18H30

imprensa

15/09/2022

Explicações Pessoais

Nik Imhof contesta manifestações de Marlina Oliveira sobre poda de árvores no Bosque do Garapuvu

Destaque

Ao fim da sessão ordinária desta terça-feira, 13 de setembro, o vereador Nik Imhof (MDB) utilizou o bloco de Explicações Pessoais para rebater críticas da vereadora Marlina Oliveira (PT), durante seu pronunciamento na mesma reunião, a respeito da poda de copas de árvores realizada pela Secretaria Municipal de Obras no Bosque Garapuvu, localizado no Jardim Maluche.

Imhof, que é líder de governo na Câmara, disse estranhar que Marlina peça diálogo na tribuna, uma vez que não o fez neste caso. “Prefere vir aqui na tribuna, fazer todo um ‘auê’, dizer que isso é um crime contra a natureza. Mas nós temos que nos atentar aos fatos, ao que realmente está acontecendo”, iniciou. Ele declarou que o secretário de Obras, Ricardo José de Souza, sempre esteve à disposição para atender a vereadora e que ela poderia ter entrado em contato com o gestor antes de se referir à pasta.

A ação foi requerida pela Celesc, explicou o vereador, que também apresentou na tribuna o relatório de ocorrência da Defesa Civil de Brusque, atestando que as árvores estavam oferecendo riscos à região, devido à proximidade com a rede elétrica. “Por mais que a fiação elétrica de alta tensão esteja distante das copas das árvores, as copas estavam tão grandes que já estavam atravessando a via, próximas da rede elétrica”, explicou.

Ao apresentar imagens do relatório que mostram as árvores antes da poda, o vereador ressaltou que as mesmas aparentam estar longe dos fios de energia. “Mas aqui se deve ressaltar momentos onde se tem vendavais, ventos que, realmente, é onde vai trazer o risco tanto para a rede elétrica, quanto para as pessoas que ali transitam ou para veículos”, justificou.

“Então, vereadora, não foi podado porque a administração é contra o meio ambiente ou contra as árvores. Foi podado porque realmente trazia riscos”, exaltou. “Não foi cortada nenhuma árvore, foram apenas podadas, por recomendação da Defesa Civil e solicitação da Celesc”, frisou o parlamentar.

    Nenhum tópico relacionado para este conteúdo;

    veja também