AGENDA

SESSÃO ORDINÁRIA : 28/06 - 18H

imprensa

25/05/2022

Pronunciamento

Cacá Tavares incentiva a população a permitir a entrada de agentes de combate à dengue nas residências

Destaque

O vereador Cassiano Tavares, o Cacá (Podemos), se pronunciou durante a sessão ordinária desta terça-feira, 24 de maio, sobre o Requerimento n° 139/2022, de sua autoria, no qual solicita ao Poder Executivo campanhas de conscientização mais efetivas para que os cidadãos permitam a entrada de agentes de combate a endemias nas residências, para verificação de focos do mosquito Aedes Aegypti.

Cacá disse ter se inteirado com profissionais da Saúde e da Vigilância Epidemiológica sobre o alto número de casos de dengue no município: “A coisa está feia”, disse. O vereador chamou a atenção para o fato de muitos cidadãos não permitirem a entrada dos agentes nas casas para verificação de possíveis focos do mosquito transmissor da doença. “Que o foco da publicidade oficial das próximas semanas seja para isso, conscientizar a população sobre a importância de receber os fiscais da vigilância”, pediu.

No requerimento, ele ainda solicitou esforços à administração municipal para articulação da comunidade escolar e circulação de carros de som que informem sobre a importância de possibilitar o acesso dos agentes. O vereador comentou que a população teme a entrada destes profissionais, com receio da criminalidade: “Muita gente tem medo, pois o cara vê na imprensa semanalmente casos de golpes, gente se passando por pessoal da Celesc e de outros meios para entrar em casas”.

Nik Imhof (MDB) reforçou o pedido, em aparte. “Uma pesquisa sobre onde era mais encontrado o mosquito da dengue mostrou que 58% dos focos eram em vasos, frascos, bebedouros e pratos em residências. E 11% em ralos, calhas, tanques e piscinas. Só os dois juntos dão quase 70% dos focos. Então aí a gente vê a importância de os fiscais adentrarem pra verificar”, informou.

Tavares salientou que os agentes sempre estarão devidamente uniformizados, com colete da Prefeitura de Brusque, para serem identificados pelos moradores. “A desinformação acaba contribuindo bastante para essa loucura que está a dengue”, alertou. “É muito fácil ficar falando mal da Prefeitura e da Câmara, mas a população tem um papel fundamental no combate à dengue”, finalizou o parlamentar. 

    Nenhum tópico relacionado para este conteúdo;

    veja também