AGENDA

SESSÃO ORDINÁRIA : 28/06 - 18H

imprensa

25/05/2022

Pronunciamento

“Nossa malha viária é a mesma de quando a gente tinha 60 mil habitantes” protestou Jean Pirola

Destaque

Ao se pronunciar na sessão ordinária desta terça-feira, 24 de maio, o vereador Jean Pirola (PP) deu continuidade ao assunto levantado por Alessandro Simas (PP) na semana anterior, a respeito de medidas para desafogar o trânsito dos bairros Dom Joaquim, Guarani, Jardim Maluche, São Luiz, entre outros.

“O nosso trânsito é caótico porque a nossa malha viária é a mesma de quando Brusque tinha 60 mil habitantes. Hoje tem 145 mil habitantes, com mais de 120 mil veículos cadastrados no nosso município, fora os outros que circulam aqui diariamente”, enfatizou. “A nossa população está pagando um preço que não deveria”, complementou o parlamentar.

Rio Itajaí Mirim

Num segundo momento, ele teceu críticas sobre uma publicação da rede social do deputado estadual Ivan Naatz (PL), em referência a uma Audiência Pública para debate da qualidade da água do Itajaí Mirim. Pirola frisou que a imagem utilizada é de um trecho do rio em Brusque, com saída de esgoto residencial. “A gente sabe que Brusque, infelizmente, é zero no tratamento de esgoto residencial e quase 90% tem tratamento de esgoto industrial”, ponderou. “Mas o que me chamou a atenção foi o texto ‘vamos falar da água que Itajaí e Navegantes consomem’ se utilizando de uma imagem aqui do centro. Como se Brusque fosse realmente a vilã da história”, questionou.

Pirola relembrou de uma matéria publicada no jornal O Munícipio no mês de março, embasada em estudo realizado pela Unifebe sobre a qualidade da água do rio. “Fizeram a coleta quando o rio estava baixo, ou seja, quando realmente o rio ‘está sofrendo’ de poluição”, iniciou. “O que chamou a atenção é que foram coletados vários pontos do Itajaí-Mirim, outros pontos dos afluentes e, inclusive, a Gruta do Azambuja. E em todos os pontos encontraram uma série de substâncias — nas palavras das pesquisadoras — normais para rios que cortam cidades que não tem tratamento de esgoto”, frisou.

Para ele, o resultado demonstra que não foram encontradas substâncias de resíduos químicos diretamente ligados às indústrias do município. “Todas elas têm tratamentos privados e ainda contratam tratamentos públicos”, ponderou. No entanto, ele destacou a quantidade de lixo verificada durante a pesquisa. “O lixo que encontramos me impactou. Em todos os pontos, desde os mais afastados, no Zantão e no Limoeiro, encontramos plásticos, panelas, garrafas, sapatos, pantufas, pneus e etc.”, declarou a pesquisadora em trecho lido por ele.

Vereador Luciano Alexandre

No uso da tribuna, Pirola também dirigiu palavras de apoio ao vereador suplente recém-empossado Luciano Alexandre (União). “Os suplentes também fazem parte da casa legislativa. A importância de estarem aqui é justamente essa, mais de 500 pessoas confiaram o voto a você e hoje você está aqui representando essas 500 pessoas”, destacou na tribuna.

    Nenhum tópico relacionado para este conteúdo;

    veja também