AGENDA

PREGÃO PRESENCIAL nº 01/2018 (link de internet dedicado): 24/06 - 14H

SESSÃO ORDINÁRIA (TRANSFERIDA): 19/06 - 17H

SESSÃO ORDINÁRIA: 21/06 - 17H

imprensa

13/12/2017

Pronunciamento

​Rogério dos Santos chama a atenção para a manutenção e construção de calçadas em Brusque

Destaque

Em pronunciamento durante a sessão ordinária desta terça feira, 12 de dezembro, o vereador Rogério dos Santos (PSD) discorreu sobre a importância da construção e manutenção de calçadas, ou passeios públicos, no município. Primeiro, ele apresentou um histórico a respeito do surgimento das ruas em Brusque: “Tendo a Avenida Cônsul Carlos Renaux como referência, posso dizer, sem medo errar, que os corredores em direções aos bairros e núcleos habitacionais, como a Barão do Rio Branco, Sete de Setembro, Santos Dumont, Dorval Luz e Rua Itajaí são trajetos remanescentes, abertos a facão pelos colonizadores e aperfeiçoados ao longo do tempo”. Por falta de recursos orçamentários e urbanísticos, continuou, “o sistema pioneiro, com raras exceções, sofreu desenvolvimento defeituoso e com erros comprometedores”.

“Foram tempos em que os prefeitos decidiam à base do palpite e do paliativo, sem planejamento ou orientação científica”, acrescentou Santos. “Por muitos anos, nosso sistema viário foi movimentado pelas montarias, carroças, carros de molas e bicicletas. Os primeiros automóveis desfilavam como brinquedos de alguns endinheirados. A movimentação de veículos de tração animal, ciclistas e automóveis levaram anos para despertar o conceito de segurança e eleger o pedestre como a peça mais nobre dentre os elementos do trânsito”, salientou.

Mais adiante, o parlamentar chamou a atenção para as responsabilidades dos governos no tocante ao tema: “Para não ser injusto, ei de reconhecer que alguns gestores dedicaram parte de suas atenções à implantação das calçadas e passeios no sistema viário, como também a legislação municipal evoluiu muito nesta direção. Nos tempos atuais, o planejamento não permite os arruamentos sem o sagrado espaço das calçadas”.

“Em Brusque, temos espaços urbanos admiráveis, com ruas e calçadas bem delimitadas e uniformizadas. Em muitos espaços, porém, temos a imagem do relaxamento, da negligência e do desleixo. No meu entendimento, a implantação e uniformização dos passeios públicos não passam somente por aplicação de legislação rigorosa. Faz-se necessário que o gestor vá às ruas e com a sua equipe de engenharia motive a sociedade ao propósito de tornar a cidade mais bela e vistosa. Não adianta editar regras jurídicas e não conquistar as pessoas”, afirmou Santos.

“O sentido desta reflexão tem dois objetivos: primeiro, reforçar o ensinamento de grandes estadistas, de que o exercício da liderança implica o desafio de ir ao encontro do problema, atar alianças e promover as realizações. Em segundo lugar, dizer aos colegas que estou realizando uma pesquisa em busca de eleger sugestões a serem encaminhadas ao prefeito com o fim único e exclusivo de estimular a urbanização do passeio público em cada metro quadrado do sistema viário”, concluiu o vereador.

    Nenhum tópico relacionado para este conteúdo;

    veja também